• Ana Luiza de Figueiredo Souza

Tristeza no ombro

Atualizado: 16 de jun. de 2021

Olha,

carrego cá comigo que,

se a tristeza vem,

ela quer contar alguma coisa.


Deixa ela falar.

Avalia o que tem a dizer.

Conversa com ela.


Quando acabar o assunto,

abre a porta

e deixa ir embora.


-----


Gostou desse texto? Acompanhe o Primeira Linha para publicações semelhantes.


Assine a newsletter e receba conteúdo exclusivo.

341 visualizações0 comentário