Sobre mim

20201209_180628.jpg

Olá, prazer. Fico feliz em ter você por aqui. Sou Ana Luiza de Figueiredo Souza, mestre e doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da UFF. Bacharela em Comunicação Social pela Escola de Comunicação (ECO) da UFRJ, habilitada em Publicidade e Propaganda. Formada em Revisão e Preparação de Textos pelo NESPE, além de ter passagem por cursos na Estação das Letras, Babilônia Editorial e Universidade do Livro. Coordenadora da equipe de revisão da Revista Contracampo. Integrante do grupo de pesquisa em Mídias Digitais, Identidade e Comunicação, MiDICom (UFF/CNPq). Também sou a primeira e atual gestora de Produção de Conteúdo e Editoração no GP Tecnologias e Culturas Digitais da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, Intercom.

Atuo como escritora, consultora acadêmica e literária, redatora publicitária, revisora, copidesque, produtora de conteúdo e parecerista. Com prêmios nas três esferas de atuação — publicidade; escrita literária; pesquisa acadêmica —, tenho material publicado em sites, revistas, antologias, coletivos e periódicos científicos tanto nacionais quanto internacionais.

bg link bio.jpg

Sou autora do livro infantil O Mirabolante Doutor Rocambole (Selo Off Flip), finalista no Prêmio Off Flip de Literatura e musicado em CD. Premiada em mais de uma dezena de concursos literários, entre eles: Concurso de Contos Paulo Leminski, Concurso Literário Felippe D’Oliveira, Seleção Fragmentos do Medo, Concurso Paulo Setúbal. Participo da coletânea Contos de Encantar o Céu (Lago de Histórias) com o conto Menina Chuvisco. O livro compõe o catálogo da 56ª Bologna Children’s Book Fair e o acervo básico da FNLIJ. Também assino a peça Entre Nuvens e Ladrilhos, produzida pelo Coletivo Paraíso Cênico e selecionada para mostras de teatro. O espetáculo realizou apresentações online durante a quarentena. Para o mesmo coletivo, atualmente desenvolvo a peça Assombros. Breve curiosidade: o texto para a montagem é o primeiro no Brasil especificamente escrito para ser transformado em peça que utilize a técnica do teatro de sombras.

Minha dissertação de mestrado — “Me deixem decidir se quero ou não ser mãe!”: narrativas pessoais de mulheres sobre a maternidade nas mídias sociais — foi vencedora do Prêmio Compós de Teses e Dissertações Eduardo Peñuela, o maior e mais importante prêmio brasileiro para trabalhos acadêmicos na área de Comunicação. A pesquisa foi adaptada em formato livro, com acréscimos e atualizações ao conteúdo. Você pode acompanhar esse processo aqui.

Carioca criada do lado niteroiense da poça,

esbarro em personagens enquanto escrevo meu próprio enredo. Aposto no lúdico para criar histórias pelas quais a fantasia, o inusitado e o estranhamento do banal pulsem dentro de quem as acompanha. Gosto de dizer que trabalho com metáforas literais, que ganham a cena conforme salpicam a narrativa. Prezo por um estilo vívido, feito de reparo: ausculto o ruído das frestas, remexo detalhes para trazer à tona o que neles se esconde. Sou particularmente atraída pelo incômodo — aquilo que estala em quem o aceita.

Esse site foi criado para servir de ponto de encontro entre as (não tão) diferentes esferas em que atuo. Com isso, pode ajudar pessoas que se interessem por alguma delas ou precisem de serviços a elas relacionados.
 

Seja muito bem-vinda. Seja muito bem-vindo. Seja muito bem-vinde.